28 posts by Gabi Baltuilhe

Devaneios no Campo

"Para amor, já chega." Ela levantou aquelas longas sobrancelhas e não agüentou segurar o riso. Vi seu cabelo dourado cobrir seu rosto, nem o vento conseguiu bagunçar. "Só mais uma... Você fica linda quando está com vergonha." E aqueles olhos verdes e saltitantes sorriram mais uma vez para a câmera digital. "Ok amor, agora já chega." E o flash se apagou com um beijo de amor. Por trás de lentes mecânicas, olhares verdadeiros. - Gabi Baltuilhe

Continue Lendo

Impacto

Foi mais do que querer ficar ao seu lado Foi querer viver a vida inteira com você Aos poucos meus pedaços caíram Foram levados ao vendo Sumiram Um olhar, uma palavra Um sorriso um gesto Não há mais nada Só o resto Um sonho se acabou Quando a morte me apagou. Não sei se apenas da sua vida, Me tornei dor uma chaga, uma ferida. - Gabi Baltuilhe

Continue Lendo

Deslizes

Houve um tempo em que ouvia de menos. Vivi um tempo em que vi demais. Falhei num tempo em que falei o que não devia. Hoje, não falo, nem vejo, nem ouço. Fugi de mim enquanto fingi ser outro. Sou um morto vivo da amargura. Retornar à vida será minha cura. -Gabi Baltuilhe

Continue Lendo

Poetisar

"Luz amarelada refletida num papel de pão, pensamentos escritos com um pedaço de carvão. São estórias ou memórias? Eu não vi, eu não sei, só senti. E o sussurro do vento, a poeira de calor? Não é mentira nem verdade, só amor. Nos rabiscos embaraçados, uma vida retratada, na poesia escrita, minha alma alimentada e na arte oferecida, minha energia renovada.” -Gabi Baltuilhe

Continue Lendo

Quando o menos é mais…

Quando o menos é mais… Foco, a palavra principal para conclusão de um objetivo. Quando não há, tudo não passa de planos, sonhos, pensamentos que não saem do papel que parecem um bicho de 07 cabeças para resolver. Às vezes um simples telefonema resolve tudo, mas o orgulho e a preguiça de encarar um desafio fala mais alto, volta sempre pra estaca zero. O ideal seria: Tudo se resolver num passe de mágica, mais tempo pra pensar, mais dias para aproveitar, mais férias, mais finais de ...

Continue Lendo

Saudade

Saudade é como um estado vegetativo do coração. Ele não age normalmente, fica com um enorme vazio de algo ou alguém… E como superar ? Saudades da vida, do corpo, das palavras. Saudade de uma bobeira sem o menor sentido que sabia que estava ali pra te fazer bem. Também pudera, há pessoas que existem para surpreender o meu ego e crescer minha alma, que cuida e luta junto. Saber que está sempre a postos, com os dedos engatilhados e a língua pronta pra falar o der e vier. Saudade de ...

Continue Lendo

Borboletas

As borboletas do estômago já começaram a se mexer Um barulho no celular e ouvi a porta bater Um beijinho no pescoço antes de dizer um ‘oi’ Algumas mãos me arrepiando e nem sei de onde foi Estou com cheiro de morango mas não é da minha boca se quiser descobrir, tira logo a minha roupa Mal chegou e já estamos assim Eu mordendo você e você sorrindo pra mim E aos poucos vai mostrando sua verdade Os puxões vão ganhando intensidade E tudo que era sóbrio foi virando insani...

Continue Lendo

Lágrimas

Eu queria entender… A lacuna, o espaço vazio Uns juram que é sem querer As lágrimas que rolam como um rio Mas mesmo doendo não dá pra parar A solução mágica, a cura, a dor que foi sanada Sorrisos sem brilho, jogar a culpa pro ar Paz interior não faz mal, só me deixa ser feliz e mais nada. - Gabi Baltuilhe

Continue Lendo

Criando

Pede pra descer mais uma por favor? Hoje eu vou me embreagar… Além dessa dose branca e doce, vou deixar essa dose branda e forte de cultura pluralizada me invadir. Tudo bem, eu tô feliz sendo chicoteada com essa ousadia do poeta, com esses sorrisos mascarados, essas pinturas monocromáticas… Tem um bis dessas notas misericordiósas que derretem os canais até o meu estribo? Uau, tá tudo rodando e eu não quero parar. Se esses são os sons da roda gigante dos tais artistas de rua, quero ...

Continue Lendo

Primeiro senti…

" Pausei minha leitura e lembrei que também foi assim… mas não com essas cores, nem com essas pessoas, também não tinha esse corte de cabelo, muito menos essas roupas. Mas foi assim… Primeiro eu senti, depois eu sorri, aí então eu entendi… Mas só entendi agora, que eu pude ver a beleza do momento, do suspiro. Também foi assim. Era um campo bem verdinho com flores silvestres que eu observava na beira de um lago com um picolé. Um beijo roubado na nuca, um perfume de lavanda nos ...

Continue Lendo