Aquele sobre as respostas

Eu saia com uma garota, uma vez voltando pra casa, sensação de -7 graus na Irlanda, neve, eu mandei uma mensagem pra ela, ela estava no ponto de ônibus sozinha esperando para voltar pra casa, eu dei meia volta, andei 30 minutos até ela, ficamos mais 1 hora conversando no frio até seu ônibus chegar. Outro dia, a mesma coisa, estava do lado de casa, mandei mensagem, ela estava esperando último ônibus, como não tinha neve, cheguei lá mais rápido, e ficamos mais 40 minutos no frio juntos esperando seu ônibus.

Um dia ela me disse que sabia o quanto eu gostava dela, mas ela ainda era apaixonada pelo seu ex namorado, e achava que eles iriam voltar. Ouvir aquilo foi como sentir toda a neve de Dublin sair do meu coração e consumir o meu corpo, primeiro me congelando, depois queimando. Mas acredite, por mais que nossa relação tenha sido incrível, falar isso, uma das melhores coisas que ela fez por mim.

Esses dias, eu ouvi muitas coisas, ouvi repetidas vezes “Will, porque as pessoas não assim? Elas saem com você, te tratam de forma especial a semana inteira, e, no dia do próximo encontro, arrumam uma desculpa e somem?”, ouvi também “Porque depois de um tempo, que o cara já sai com você, já transa, ele passa a agir como uma criança, como se forçando você desaparecer?” ou então, “porque alguém com quem eu estava namorando por 2 meses, vira pra mim e fala que me ama como amigo?”. Eu não tenho respostas perfeitas, não entendo nada de relacionamentos, então eu só sabia dizer, “eu não sei o tamanho da sua dor, mas entendo o que você está passando, eu já passei por coisas assim e piores. Independente do que acontecer, eu estou do seu lado”.

Eu não vou escrever aqui para todas as pessoas, mas para pessoas como nós, que estão quebradas por dentro, de tanto pularem de um pseudo relacionamento para outro. Para pessoas como nós, que mesmo depois de passar por tudo que passamos repetidas vezes, continua acreditando que alguém um dia possa aprender a ser sincero como aquela garota da neve foi. Eu sei que você, quando vai para um encontro, tira o dia para se preparar, faz unha e cabelo, se depila, escolhe a melhor roupa para chegar no encontro, contrariando aquele alarme no coração que diz mais uma vez não vai dar em nada, mas você vai e chega lá linda, acreditando que dessa vez vai e, depois de alguns dias está sofrendo novamente por ser tratada como mais uma.

Algumas pessoas estão simplesmente mais quebradas que nós, e elas usam essa força toda que transparecemos para se apoiar, procurando em nós uma fuga para a dor que carregam, usam uma garota para poder sentar na mesa do bar com amigos e contar vantagem, mas não dizem como ele as trata de verdade. As pessoas se envolvem em coisas das quais não conseguem lidar, e, quando percebem que não era bem isso que queriam, preferem usar subterfúgios, forçar situações e magoam o outro. Ninguém gosta de ser magoado não é? Mesmo assim, magoam, não por querer, mas muitas vezes pela simples covardia de não conseguir falar a verdade. Ser usado dói, mentiras doem, não vou negar que a verdade também dói, mas a verdade é sempre a melhor saída.

Então, mais uma vez eu digo, eu não tenho a resposta para isso, mas assim como eu, continue acreditando, cuide de você e do seu coração, mas não deixe de acreditar que tem pessoas como a garota da neve, que vão se preocupar com você e mais do que isso, um dia você vai encontrar alguém como você, que mesmo sabendo que tem todos os motivos do mundo para tratar os outros como objetos, não o faz, que vai valorizar cada momento ao seu lado e mesmo quando não estiver, vai fazer de tudo para demonstrar, não que você é especial, mas especial, é estar com você.

Comentários
William Morais
Publicitário, quase cineasta e metido a escritor de SP. Aquariano com ascendente em Gêmeos. Romântico crônico e apaixonado por me apaixonar. Entre um café e um seriado nasce um Devaneio que vem direto correndo pra cá.

No Comments