Aquele sobre ter tempo

Eu tive uma namorada com quem, juntos, passamos por muitas coisas, me separei dela quando tive a primeira crise de depressão, eu achava que estaria poupando seus sentimentos deixando ela livre, na minha cabeça isso era melhor do que ela ter um namorado depressivo, mesmo sofrendo, ela aceitou a minha decisão. Talvez naquele momento nós dois já sabíamos que a separação não duraria muito. Quando meu pai ficou doente e foi internado pela primeira vez, ela ficou sabendo, eu estava no hospital e ela apareceu lá, me deu toda a força e decidimos voltar a namorar. As pessoas, quando querem estar do seu lado e te amam, dão um jeito para isso acontecer.

Eu trabalhava em uma agência de publicidade, tinha dias que trabalhava 14 horas, em outros eu saia cedo e ia pra faculdade. Quando eu saia muito tarde, pegava um ônibus e ia para a casa dela, ficava por meia hora e demorava 1 hora pra voltar pra minha casa. Às vezes quando eu ia para a faculdade, descia um ponto antes do metrô e passava na floricultura para mandar flores pra que quando ela chegasse em casa, tivesse uma surpresa, ou então, eu descia na frente da casa dela, ganhava um beijo e ia embora no ônibus seguinte. Nós não começávamos o dia sem nos falar e não dormíamos sem uma ligação de boa noite. Isso durou por 6 anos.

Eu sempre estava lá quando ela tinha um problema na família ou no hospital onde trabalhava, era presente com suas tarefas de faculdade, quando a depressão me fazia querer ficar em casa, ela vinha e dormia no meu colo enquanto eu assistia futebol num domingo à tarde, ou preferia ir pro cinema sábado à tarde, pois tinha dias que eu queria ir pra casa cedo, ela escolhia isso quando poderia escolher uma vida de balada com as amigas.

Então, quando alguém chega pra mim e diz que o namorado disse que prefere terminar porque ele está sem tempo, não é porque ele está ocupado, é porque a relação de vocês não é tão importante. Quem quer estar com você, te envolve nas coisas, procura no dia a dia um jeito de compartilhar a vida com você e se envolver na sua. Se ele não tem tempo, ele te vê como uma obrigação, uma tarefa, não como amor. Quando ama, se interessa pelas pequenas coisas, dá um jeito, se faz presente, te quer presente, quando falta tempo, compensa com amor, quando as coisas não andam bem, te traz pra perto, não te afasta.

Relação é feita de equilíbrio entre outras coisas, mas não de obrigação, eu li esses dias “prefira estar com alguém que te liga porque está feliz em falar com você, não que te liga para te da satisfação”. Você não merece ser um peso na vida de alguém, o amor é leve e te faz se sentir bem.

Invista em você e em relações que são construtivas, o seu dia a dia precisa ser especial sim, você precisa se sentir única, mas não precisa que ninguém faça isso por você, problemas e trabalho todos tem, o dia a dia é uma loucura, então se alguém quer entrar na sua vida, é para que juntos, façam da vida um do outro um alívio, não um fardo.

Então, se ele não tem tempo para você, hora de partir, respeite a sua dor, chore o quanto precisar, respeite o luto, mas siga adiante, abra o seu coração para uma nova experiência e, não é porque alguém não tem tempo para você, que você precisa acreditar que não tem tempo para o amor, ame, ame com tudo que puder, só assim, você encontrará todo o tempo do mundo para amar e ser amada.

Comentários
William Morais
Publicitário, quase cineasta e metido a escritor de SP. Aquariano com ascendente em Gêmeos. Romântico crônico e apaixonado por me apaixonar. Entre um café e um seriado nasce um Devaneio que vem direto correndo pra cá.

2 Comments

  • Jana Março 4, 2018 (9:00 pm)

    Nossa, eu realmente precisava ler isso. De verdade. Precisava muito. Grata.

  • Diane Biiianco Abril 13, 2018 (6:30 pm)

    Acredito no amor quando leio teus devaneios. Obrigada por escrever e nunca pare.