Aquele sobre as festas de final do Ano

A gente passa essa época do ano pensando em como foi o ano, fazendo aquela famosa reciclagem, revivendo dores e amores, sucessos e esperanças, procurando algo bom para nos apoiarmos, sentir que a vida faz sentido, procurando forças para continuar nessa caminhada. Amigos e família, trabalho e dinheiro, saúde e saudade, tudo se mistura, o coração aperta e sonhamos com um ano melhor, que comece melhor, que termine melhor e que nos tire dessa realidade e nos transporte para um mundo melhor, mas o que fazemos pra isso? Infelizmente, promessas de ano novo começam com desejos, não com ações.

Quer um ano melhor? Se importe menos com a economia do país, abrace quem você ama, beije mais, faça alguém feliz.

Não se prenda às festas, festa não precisa de feriado nem de data marcada, você passa mais tempo no celular do que no colo, você ri mais de piadas que lê na internet do que em conversas com amigos, se preocupa mais em parecer feliz para um monte de pessoas que não se importam, se escondendo de você mesmo enquanto o vida continua acontecendo.

A vida é aquilo que acontece enquanto você está ai sonhando. Saudade é bom, mas não basta, perder tempo olhando só para o passado não é suficiente para fazer seu presente melhor. Presença sim, isso mexe com o coração. Abraço sim, isso toca lá no fundo e deixa rastros. A saudade fica ali, só te vendo sofrer, suplicando muda em seu ouvido, implorando pra que você deixe de marra nesse coração e vá viver.

Quer ser amado? Esqueça as brigas do passado. Se desapegue desse ego cruel, sua família tá logo ali, marque um almoço, um fim de semana, faça uma surpresa e se surpreenda com o poder disso. Quando aquela lágrima de dor cair, limpe ela junto com a mágoa no seu coração, abra espaço para algo novo, em um peito cheio de rancor, a felicidade dorme na porta, esperando espaço pra entrar. Perdoar não significa esquecer, mas se você se esforçar vai aprender que o perdão pode conviver com o amor e que seja lá o que tenha acontecido, isso não define uma vida, vamos olhar pra frente, hoje você escolhe o que quer cultivar, espinhos ou flores? Amores ou dores? Não se esqueça que pedir perdão não é ser fraco, se entregar às pequenas mágoas, isso sim te torna incapaz de crescer. Plante amor e faça do seu jardim um ponto de encontro com a felicidade.

Quanta gente está ao seu lado esperando seu abraço? Você já se deu conta? Quanto gente partiu do dia pra noite e você ficou ai se perguntando se poderia ter feito mais? Saudade rasga o peito, remorso rasga ainda mais, já parou pra pensar? Lembra daquele dia? Daquela palavra que falou e se arrepende? Lembra da dor que causou quando você olhou pro lado e não conseguiu se desculpar? Coloque isso nas suas promessas de ano novo. Coloque isso nas lembranças do seu dia a dia, e pare de perder oportunidades por causa do orgulho, seu orgulho não te faz melhor que ninguém, só te aprisiona no tempo, cria raízes profundas e não te deixar seguir adiante. O amor é grande, deixa ele fazer parte da sua vida que o resto se ajeita quando der. Pra que pressa? Você só tem o hoje pra viver, todo o resto é coisa da sua cabeça.

A gente passa essa época do ano pensando em como foi o ano, claro, é mais fácil olhar pra trás do que pra hoje, apontar o dedo é mais fácil que sentir o coração. Já parou pra se sentir vivo? Não faça das festas um momento de amor, faça da vida o amor e viva em festa.

Comentários
William Morais
Publicitário, quase cineasta e metido a escritor de SP. Aquariano com ascendente em Gêmeos. Romântico crônico e apaixonado por me apaixonar. Entre um café e um seriado nasce um Devaneio que vem direto correndo pra cá.

No Comments