Aquele sobre o silêncio

Com certeza a maioria das pessoas já esteve em uma situação onde o diálogo não funciona mais, quando em um passe de mágica, tudo que era natural como a luz do dia já não se encaixa mais, você tenta de todas as maneiras se expressar, até entender o que quer dizer quando dizem que os homens são de marte e as mulheres são de vênus, você se sente como se seu corpo inteiro estivesse paralisado e você não conseguisse de maneira nenhuma se expressas (quem assistiu O Escafandro e a Borboleta, sabe do que tô falando). Você tenta tudo que pode até se cansar.

Chega um momento em que você percebe que o problema está justamente ai, no excesso de comunicação, muitas palavras e pouca gente ouvindo. Você fala demais e quem ouve do outro lado é o ego, você não ouve mais, seu ego faz isso por você. Vocês falam a mesma coisa, mas só entendem o que o ego quer que você entenda. O egoísmo fala mais alto que qualquer coisa e isso vai desgastando até o ponto em que você se dá conta disso, você está falando demais.

Descobrir que está falando demais não é em si um problema, pelo contrário, é quando você se dá conta da importância do silêncio e do quanto ele é transformador. Você percebe que o ouvido mais perto da boca é o seu e passa a dar mais valor às palavras. No silêncio não tem espaço para o ego, não tem espaço para interpretações, mas esse silêncio que estou falando é aquele onde sua mente se aquieta e passa a sentir seu corpo, cada pedaço dele, você não pensa, só sente, até o ponto em que você passa a ouvir o seu coração, não as batidas dele, mas começa a sentir o que o que os intervalos entre essas batidas querem te dizer. Toda a sua verdade está ali. Ali não tem espaço para egoísmo, só para o que realmente é seu. Quando você consegue apenas sentir, sem julgar, é ali que você começa a encontrar a sua paz.

Ao chegar no ponto onde as palavras não fazem mais sentido, não lute contra isso, apenas assuma pra você que é hora de se aquietar. Seu ego estará sempre pronto para te pregar uma nova peça, sua mente estará sempre disposta a entrar numa espiral de dúvidas, ansiedade e supostas soluções, mas no fundo, a quietude é melhor maneira de ouvir seu coração.

Com certeza a maioria das pessoas já esteve em uma situação onde o diálogo não funciona mais, acredite essa é melhor hora para você se conhecer e dar um passo em direção ao autoconhecimento e à solução dos seus problemas. Esteja disposto a aprender a falar e certamente se tornará um melhor ouvinte.

William Morais
Publicitário, quase cineasta e metido a escritor de SP. Aquariano com ascendente em Gêmeos. Romântico crônico e apaixonado por me apaixonar. Entre um café e um seriado nasce um Devaneio que vem direto correndo pra cá.
Comentários

No Comments